mulher-orando-07-2015-600x300

O jejum é voluntário

Bíblia nos ensina a jejuar para nos fortalecer em nossa busca de saber a vontade de Deus.

O jejum regular faz parte da vida normal do cristão. É “cristianismo básico”. Em Mateus6: 16. Jesus usou a frase: “Quando jejuares” porque Ele esperava que jejuássemos, não há uma ordem. Podemos concluir que o jejum foi feito para ser parte da vida normal de um discípulo Dele. Jesus nos promete que se fizermos em secreto haverá uma recompensa.

Ele nos instruiu também na motivação correta que se deve ter ao jejuar. E quando disse que o Pai recompensaria a atitude correta do jejum, nos mostrou que tal prática produz resultados!

Não jejuamos para provar nada a Deus ou para ganhar seu favor. Nosso jejum não muda Deus, mas há transformação em nós.

Jejuamos com o propósito de termos um encontro mais íntimo e mais profundo com Deus para sermos agentes de transformação do mundo.

O jejum é Bíblico ( alguns exemplos)

1º) NO VELHO TESTAMENTO

 Consagração – O voto do nazireado envolvia a abstinência/jejum de determinados tipos de alimentos (Nm.6:3,4);

Arrependimento de pecados – Samuel e o povo jejuando em Mispa, como sinal de arrependimento de seus pecados (I Sm.7:6, Ne.9:11);

Luto – Davi jejua em expressão de dor pela morte de Saul e Jônatas, e depois pela morte de Abner. (II Sm.1:12 e 3:35);

Aflições – Davi jejua em favor da criança que nascera de Bate-Seba, que estava doente, à morte (II Sm.12:16-23); Josafá apregoou um jejum em todo Judá quando estava sob o risco de ser vencido pelos moabitas e amonitas(II Cr.20:3);

 Buscando Proteção – Esdras proclamou jejum junto ao rio Ava, pedindo a proteção e benção de Deus sobre sua viagem (Ed.8:21-23); Ester pede que seu povo jejue por ela, para proteção no seu encontro com o rei(Et.4:16);

Em situações de enfermidade – Davi jejuava e orava por outros que estavam enfermos (Sl.35:13);

Intercessão – Daniel orando por Jerusalém e seu povo (Dn.9:3, 10:2,3)

2º) NO NOVO TESTAMENTO

Para Batalha Espiritual – Jesus mencionou que determinadas castas só sairão por meio de oração e jejum, que trazem um maior revestimento de autoridade (Mt.17:21);
A sós com o Senhor – Ana não saía do templo, orando e jejuando frequentemente (Lc.2:37);

Apto para o Ministério – Jesus só começou seu ministério depois de ter sido cheio do Espírito Santo e se preparado em jejum (prolongado) no deserto (Lc.4:1,2);

 Em Atos dos Apóstolos vemos a Igreja praticando o jejum em diversas situações, tais como:

Ministrar ao Senhor – Os líderes da igreja em Antioquia jejuando apenas para adorar ao Senhor (At.13:2);

Para enviar – Na hora de impor as mãos e enviar ministérios comissionados (At.13:3);

Delegando autoridade – Além de impor as mãos com jejum sobre os enviados, o faziam também sobre os que recebiam autoridade de governo na igreja local.  O jejum era um princípio praticado nas ordenações de ministros (At.14:23).
  Menções de Paulo de ter jejuado (II Co.6:3-5; 11:23-27).
Os benefícios do Jejum

Enquanto o impacto físico do jejum é real, os benefícios espirituais são inegáveis.

O jejum deve ser feito com comprometimento espiritual total de coração e muita sabedoria quando se lida com o corpo físico.  Jejuamos parcialmente ou nos abstendo e tudo deve ser para a glória de Deus.

Me preparando para jejuar

  • Coma refeições menores alguns dias antes do jejum. Coma mais frutas, vegetais, sucos e cereais uns dias antes de começar o jejum.
  • Evite comidas com alto teor de gordura e açúcar antes de jejuar.
  • Faça seu compromisso e determine a duração. Você pode jejuar de várias formas. Ore e peça a Deus que te dê fé para permanecer até o fim.
  • Um jejum de Daniel, com vegetais e água, é bom para os que estão sobrecarregados de tarefas.
  • Um jejum de sucos de frutas ou vegetais te permite entrar na prática do jejum, mas ainda assim te dá energia o bastante para funcionar. Muitas pessoas fizeram o jejum de sucos por 40 dias. Se você tiver problemas ou sensibilidades à ausência de açúcar (diabetes, hipoglicemia, etc), consulte seu médico antes de tentar esse (ou qualquer outro) jejum.
  • Um jejum de água já foi feito por muitas pessoas. Nós não encorajamos esse jejum sem forte supervisão médica, particularmente no caso de pessoas jovens. Dependendo do seu peso e metabolismo, você pode ir em frente bebendo somente água por quarenta dias.
  • Um jejum total é aquele sem comida ou água. Não vá além de três dias sem água. Discuta seus planos com seu médico, líderes pastorais e cônjuge ou pais. Não encorajamos esse tipo de jejum sem confirmação específica do Senhor através da sua liderança ou pais.

Durante o período do jejum

 

  • Beba bastante água filtrada.
  • Evite durante o jejum, estimulantes fortes como a bebidas que contem cafeína e açúcar, incluindo as bebidas dietéticas adocicadas. Também evite bebidas de proteína de soja, que são famosas por causar problemas de saúde durante jejuns.
  • Se você está num jejum de suco, beba sucos de frutas naturais como maçã, uva e abacaxi, as quais são ótimas fontes do açúcar natural necessário para estabilizar o nível de açúcar no sangue e manter os níveis de energia elevados..
  • Monitore cuidadosamente a acidade dos sucos, já que isso pode causar  (aftas, etc.). Os sucos de vegetais crus como cenoura, centeio, beterraba ou combinações de vegetais verdes também são excelentes. Sucos de frutas frescas, de vegetais ( sem adição de açúcar).
  • Alguns dos benefícios de beber sucos naturais ao invés de engarrafados é que eles não estimulam a digestão (causando fome) e eles mantêm todas as enzimas e valores nutricionais.
  • Esteja ciente de que desconfortos físicos virão por causa do processo de desintoxicação, especialmente no segundo dia. Você poderá sentir pontadas de fome ou tonturas.
  • A liberação da cafeína e do açúcar pode causar dores de cabeça, mas isso é parte do processo de desintoxicação. Enjoos físicos podem vir acompanhados de fraqueza, cansaço, náusea e sonolência.

 

Como entregar seu jejum com sucesso

  • Entregue seu jejum com uma refeição leve e fácil de digerir (ex.: um cacho de uvas, uma maçã descascada, melancia ou vegetais cozidos, sopa e caldos leves).
  • Se fizer um jejum prolongado de almoço ou jantar, o período de entrega deve ser estendido para que não haja um impacto em seu organismo.
  • Um jejum de três dias ou mais nunca deve ser encerrado comendo uma refeição normal (incluindo proteínas animais, pão, açúcar, laticínios e comidas processadas) por que essas comidas são pesadas e podem causar dor e contrações dos órgãos digestivos que estiveram descansando durante o jejum. Comer muito depois de um jejum pode produzir desconfortos sérios (cãibras no estômago, náusea e fraqueza) e pode anular os benefícios do jejum; isso também pode causar sérias complicações irreversíveis.
  • Após a entrega de um jejum estendido, continue bebendo sucos de frutas ou vegetais porque o estômago continua desintoxicando.

ORANDO ADORANDO E JEJUANDO ATÉ QUE ELE VENHA!!!

Dila Menezes

Redes Sociais: